Conheça 3 tecnologias para medir a eficiência na combustão


O transporte dos gases provenientes da torre do flare pode ser rápida, inconsistente e feita por uma variedade de componentes. Este é particularmente o caso das em unidades petroquímicas, tornando esse processo mais difícil para monitorar do que em refinarias.

A relação de vapor pode ser muito diferente para cada gás ou mistura, por exemplo o Etano necessita de 0.1 a 0.15Kg de vapor por Kg de gás, enquanto o Butadieno requer que essa relação seja nove vezes maior, entre 0.9 a 1.0kg.

A regulação da eficiência, entretanto precisa de uma análise continua da composição dos gases para garantir que a relação de vapor seja mantida o mais eficiente e de acordo com os órgãos regulamentadores ou normas nacionais. Um equipamento capaz de realizar o monitoramento continuo da composição pode providenciar um melhor entendimento de todo o sistema do flare.

Três tecnologias existentes para ajudar nas medições da eficiência da combustão do sistema de flare são a Cromatografia Gasosa, Calorímetros e a tecnologia inovadora do Filtro Infravermelho Sintonizável (Tunable Filter Infrared) utilizado no sistema da Servomex SpectraScan 2400/H2Scan.

A Cromatografia Gasosa foi intensamente utilizada no passado em função de atende a maioria dos requisitos exigidos para monitoramento de gases de flare. Entretanto, a cromatografia gasosa possui a característica dos ciclos de análise e tempo de resposta, que em analises complexas, podem durar até 15 minutos. Outros fatores como temperatura, densidade e vazão também podem afetar as medições por cromatografia gasosa.

O calorímetro possui um método diferente, realizando medições das temperaturas das reações de combustão da amostra. Entretanto, esse método não informa qual a composição da amostra. Apesar da medição poder ser continua, a composição da amostra não pode ser avaliada.

O sistema da Servomex, em composta pelo SERVOTOUGH SpectraScan 2400 e o H2Scan combinados, propiciam a medição continua com satisfatórios resultados da análise da composição da amostra. Sendo possível realizar medições de 14 componentes, disponibilizando medidas de eficiência térmica em BTU do composto e para cada componente individualmente.

Este sistema completamente integrado não necessita de gás de arraste, recalibração ou ajustes, havendo poucos parâmetros que poderão afetar a amostra, se houver.

O SpectraScan 2400 é um analisador de Filtro Infravermelho Sintonizável (Tunable Filter Infrared), que consegue separar precisamente hidrocarbonetos leves no range de C1 a C6. Com um único espectrofotômetro, são realizadas rápidas medições para esses hidrocarbonetos leves e para H2S se necessário.

A amostragem é realizada continuamente utilizando um sistema de controle de pressão e fluxo, o qual permite que seja adequado para medição online, operação desacompanhada, enquanto o analisador requer baixa manutenção pois não requer gás de arraste e recalibração.

O H2Scan é facilmente integrado com o SpectraScan, utilizando uma tecnologia de filme não consumível para providenciar uma medição de Hidrogênio direta e em tempo real que não há sensibilidade cruzada com outros gases. Hidrogênio é normalmente presente na composição da amostra mais do que outros gases, então estará sempre presente no sistema de flare.

A composição dessas duas tecnologias proporciona um sistema de detecção que é mais simples e superior aos sistemas de analises tradicionais, com considerável redução de custos de implementação e peças de reposição.

#H2Scan #SpectraScan #Medindoeficiêncianacombustão

115 visualizações

ONDE ESTAMOS

INSTITUCIONAL

ACESSE TAMBÉM

Sobre nós

Trabalhe Conosco

Intranet

Pensalab - São Paulo/SP
Rua Minerva, 129 - Perdizes
CEP: 05007-030
Fone: +55  011 5180-8300