Manutenção: Tipos e Importância PDF Imprimir
Escrito por Eduardo Peixoto   
Qui, 21 de Junho de 2012 12:38

ManutençãoO que é Manutenção?

Manutenção é um processo que visa maior tempo de utilização e maior rendimento de um equipamento, resultando em trabalho em condições seguras e redução de custos com paradas.

É o conjunto de atividades e recursos aplicados aos equipamentos, visando garantir a continuidade de sua função dentro de parâmetros de disponibilidade, qualidade, prazo, custos e vida útil adequados.

São ações necessárias para que um item seja conservado, adequado, restaurado, substituído e prevenido de modo a poder permanecer de acordo com uma condição especifica estabelecida pelo fabricante.

 Qual a importância, e por que a manutenção deve ser realizada?

Todos os equipamentos, sem distinção, necessitam de manutenções, para garantir a operatividade, funcionalidade e principalmente a confiabilidade dos mesmos.

Esta garantia não é só a integridade mas também a segurança, pois a não realização da manutenção coloca em risco a integridade física das pessoas envolvidas.

Quais as conseqüências de uma má política de manutenção ?

- Eleva as ocorrências de manutenções corretivas;
- Aumenta o custo com estoque de peças de reposição e com a própria manutenção;
- Ocasiona trocas desnecessárias de componentes ou quebra dos mesmos.
- Inspeções desnecessárias em equipamentos em bom estado
- Maior tempo de parada do equipamento para manutenção;
- Aumento da demanda de trabalho em função das manutenções corretivas;
- Colocar em risco a integridade dos usuários.

Existem basicamente três tipos de manutenção:

 

Manutenção corretiva

Trata-se de uma manutenção não planejada de um equipamento e que tem como objetivo a localização, correção, restauração, recuperação, reparação de anomalias, defeitos e/ou quebras, que tenha cessado ou diminuído a capacidade do equipamento de exercer as funções para as quais foi projetado.

Este procedimento tem como alvo principal a correção imediata de um defeito, a fim de retomar o mais rápido possível as atividades produtivas do equipamento a qual foi submetido a quebra.

Neste caso, o principal objetivo é que o tempo de retomada das ações seja o mais rápido possível e a correção deste ser feita da melhor forma, a fim de evitar uma nova quebra.

Este tipo de manutenção, normalmente implica em custos altos, pois a falha inesperada pode acarretar perdas de produção e queda de qualidade do produto.

As paralisações são em sua maioria mais demoradas e a insegurança exige estoques elevados de peças de reposição, com acréscimos nos custos de manutenção.

Manutenção preventiva

Manutenção preventiva é uma manutenção planejada que tem como objetivo reparar, lubrificar, ajustar, recondicionar os equipamentos.

É baseada em histórico de quebras em funcionamento, ou histórico das revisões periódicas realizadas.

A idéia central é reduzir, evitar a falha ou queda no desempenho, obedecendo a um plano previamente elaborado, baseado em intervalos definidos de tempo.

Utilizam-se processos estatísticos que determinam a vida média útil de componentes e obedece a um padrão previamente esquematizado, que estabelece paradas periódicas com a finalidade de permitir a troca de peças gastas por novas, assegurando assim o funcionamento perfeito do equipamento por um período pré-determinado.

Geralmente a periodicidade está estabelecida em manuais técnicos, onde os fabricantes recomendam cada uma das manutenções.

Manutenção preditiva

É o acompanhamento periódico dos equipamentos, baseado na análise de dados coletados através de monitoramento ou inspeções em campo, indicando as condições reais de funcionamento dos equipamentos com base em dados que informam o seu desgaste ou processo de degradação.

Trata-se de um processo que prediz o tempo de vida útil dos componentes dos equipamentos e as condições para que esse tempo de vida seja bem aproveitado.

A análise da tendência da falha consiste em prever com antecedência a avaria ou a quebra, por meio de aparelhos que exercem vigilância constante predizendo a necessidade do reparo.

A manutenção preditiva tem sido reconhecida como uma técnica eficaz de gerenciamento de manutenção.

Por meio desses objetivos, pode-se deduzir que eles estão direcionados a uma finalidade maior e importante: redução de custos de manutenção e aumento da produtividade.

As vantagens da manutenção preditiva são:
- Aumento da vida útil do equipamento;
- Controle dos materiais e melhor gerenciamento;
- Diminuição dos custos nos reparos;
- Melhoria da produtividade da empresa;
- Diminuição dos estoques de produção;
- Limitação da quantidade de peças de reposição;
- Melhoria da segurança;
- Credibilidade do serviço oferecido;
- Motivação do pessoal de manutenção;


blog comments powered by Disqus
 

Atendimento e Suporte

Contato

agenda de eventos

Onde Estamos

Pensalab - São Paulo/ SP
Rua Minerva, 129 – Perdizes
CEP: 05007-030
Fone: +55 11 5180-8300

Pensalab - Rio de Janeiro/RJ
Av. Nilo Peçanha, 50 – cjto 417
Centro
CEP: 20200-100
Fone: +55 21 2215-5667
Fax: +55 21 2215-1921

Ver Mapa

Redes Sociais

Pensalab no Twitter Pensalab no Facebook Pensalab no Flickr Pensalab no LinkedIn

Acesse também

metrohm pensalab

Todos os Direitos Reservados © 2011 Pensalab.